Podemos realmente ganhar dinheiro real com o farming?

Vamos dividir este artigo em vários capítulos porque ainda que a ideia seja semelhante, as ideias não são idênticas.

Fazer farming de itens e os PO (dinheiro ingame)

Pode passar horas a fazer farming nos melhores locais encontrados nos guias, mas vai ter sempre o problema da revenda de forma a recuperar o dinheiro real. A menos que monte um negócio de farming chinês para revender em seguida, como no WOW, por exemplo, não receberá nada em quase todos os jogos online. Uma prática que consiste em vender uma conta de jogador bem apetrechada, também é ilegal (e tenha cuidado para ver se o email está vinculado, porque neste caso também é necessário fornecer o email).
O farming chinês não é uma lenda, é uma maneira de centenas de milhares de seres humanos ganharem a vida, eis uma reportagem entre muitas sobre o assunto: Note que esta prática, tal como o leveling são interditas no geral.

É inútil, salvo se...

Quando começou nos videojogos, a Blizzard chegou às manchetes com o Diablo 3 e a sua Auction House (AH), onde pode comprar e vender com dinheiro real. Esta inovação é uma resposta ao mercado paralelo que foi criado na obra anterior - mas também pode ser uma maneira de a Blizzard ganhar uma comissão significativa.
Deve-se ter em conta que este princípio já existia no Second Life e muito antes no Project Entropia que permitia trocar objetos do jogo por dinheiro real.

Embora seja realmente possível ganhar dinheiro com o farming, trata-se de um processo longo e pouco rentável. De facto, a economia do Diablo3 entrou em inflação perpétua.
Os farmers ocasionais e profissionais juntam-se diariamente aos que já lá estão. Um conhecido conseguiu ganhar 150 € por mês através do farming que fazia depois do trabalho no modo equip full % de gold find. Os patches mudaram as rentabilidades das suas zonas de farming, e isso mais a inflação acabou com tudo para ele.
E depois, tanto tempo por tão puco... Veja este tópico no fórum JudgeHype (Arquivo), leia as discussões mais recentes, isto funcionava bem em março, mas em junho do mesmo ano, tornou-se numa perda de tempo.

Assim, outra solução parece emergir se considerarmos o jogo como um ecossistema fechado em evolução perpétua.

Tornar-se num trader na Auction House

Já testei este método pessoalmente sem ter conhecimentos específicos. Parei depois de alguns meses porque era realmente difícil acompanhar o mercado: ou seja, conhecer os seus concorrentes, o preço que as pessoas podem colocar, identificar faltas, criar escassez ...

Com o Wow não ganhei dinheiro real, mas pude ver que isto é possível. Ainda assim é um trabalho a tempo inteiro e não relacionado com o jogo em si que muitos MMORPG permitem fazer.
Alguns dizem que vivem do Diablo3, mas não explicam como. Aqui, , um jogador gabava-se de ter ganho 10 000$. Aqui é permitido recorrer a bots para ganhar 0.80$ por hora por bot... O certo é que não se pode improvisar a fazer trocas num mercado, ainda que este seja virtual. É necessário desenvolver competências reais e contrariamente ao mundo real, a inflação é galopante e a mudança de regras ou a chegada de um novo patch aumenta bastante os riscos de perdas.
Além disso, tornar-se trader num jogo é algo bom, mas não serve de nada daqui a alguns anos quando os jogadores passarem para outro jogo. Os conhecimentos adquiridos não vão servir de nada pois cada ambiente tem as suas particularidades.

Mas então, o que fazer?

Tenho procurado nos maiores fóruns, para os jogadores ocidentais os ganhos são muito pequenos para o tempo investido.
Partilhe as suas experiências, elas interessam a todos.

O que acha deste método?

Partilhe esta página com os seus amigos:

Contacto : lok(@)comparinggenie.com

Facebook Twitter